Novas Mídias 2012

Vermelho de Rodrigo Quik

Pela dinâmica de sua repetição, colisão e duplicação, usa as imagens corporais pra possibilitar ao individuo tornar-se diferente de todos e de si mesmo. Tornar-se imagem. Corpo/imagem inconstante, que “se tem” completamente disponível diante de suas vontades e sonhos. Colocando em evidência o fim imutável, das limitações do Corpo-Carne/objeto-vermelho.

22 de Diego Lisboa

Através da observação distante conduzida por um carro, é possível acessar sentimentos vindos desta experimentação humana.

Catarse de Lima Bergman

Trancada em sua própria “caixa preta” uma atriz de meia idade devaneia sobre sua condição de artista. Ansiosa pelos momentos que virão através da “quarta paede” se envolve naquilo que mais busca a “Catarse”.

KuaKuaKuaMania de Bruno Masetti

É uma sucessão de imagens e música. Não deixa tempo para pensar. Fica a irresistível curiosidade de saber o que virá. É um mantra visual.

Interview #3 de Marlene Denningmann

Sebastian Urzendowsky, o jovem ator de sucesso alemão, sobre si mesmo, a sua profissão e o que isso significa para trabalhar como um homem jovem na indústria cinematográfica.

A mão do homem morto de Virginia Simone & Matheus Walter

[vimeo http://www.vimeo.com/39608115 w=620&h=349]

Em estado de regime hostil a sociedade se confronta sob o olhar atento da milícia. Famílias divididas vivem como nômades. Rebeldes praticam delitos para manter  excentricidade.

Eu juro – Bliana de Richard Junker

[vimeo http://www.vimeo.com/39630581 w=620&h=349]

Com a delicadeza de todo amor verdadeiro, mas que enfrenta desencontros, a Banda Bliana, canta um pedido de desculpas suave e intenso. Com direção de Richard Junker, o videoclipe encanta pela paleta underground de cores e mensagens subliminares. O foco do material mostra criatividade e ousadia para o primeiro material de Bliana. Os quatro garotos de uma pequena cidade de Santa Catarina dão amplidão à música que fala de uma jura de amor. O contexto é sem reforçar, discriminar ou exaltar o fato de ser um amor entre duas meninas.

Você pode de Toni Carlos Dias & Katia Lacerda

Baseado na narrativa do eu, com uma estática multi-plataforma na captação das imagens, Toni tenta fazer uma dieta e coloca uma meta de dois meses, neste período diversos obstáculos acontecem e Toni fracassa como milhares de pessoas.

Impressão de Celio Dutra

… Uma noite na vida de Raquel. A noite que inunda a vida de todos e nos marca para sempre, forçando-nos a olharmos para nós mesmos.

 Ilha das Bonecas de Lucas Bonini e Wayner Tristão

 Depois de horas de barco rio adentro, chega-se num lugar inóspito, cheio de histórias pessoais guardadas na figura de brinquedos tocados pelo tempo que mais se assemelham a vudús. Estariam os espíritos observando o mundo através desses olhos de vidro?

Conjunto felicidade de Steffania Paola

365 nunca foi um projeto de arte em que Elisa Mendes e Steffania Paola fizeram, todos os dias de 2011, algo que nunca tinham feito antes. No dia 15 de julho, foram buscar a felicidade, um bairro da zona norte de Belo Horizonte. “Conjunto Felicidade” é o registro dessa busca.

Head Over Feet de Rônaldy Lemos

Stéfani sai as ruas, desorientada e sem saber o que fazer após a descoberta da traição do marido, perdendo completamente o dominio de suas emoções.

Darluz de Leandro Goddinho

[vimeo http://www.vimeo.com/39627523 w=620&h=349]

“Dei José, dei Antonio, dei Maria. Dei, daria e dou. Não posso criar.” Darluz

Julho de João Krefer

Inverno, em Curitiba, é acima de tudo um estado da alma.