Residência Cineramabc 2014

A RESIDÊNCIA CINERAMABC foi criada com objetivo de criar novos espaços para o engajamento e a produção de jovens realizadores de obras cinematográficas, e como uma forma de contribuição para a profissionalização e especialização de novos profissionais. O circuito de palestras, debates e oficinas será gratuito e aberto ao público em geral. As atividades estão sujeitas a lotação máxima conforme lotação.

Ajude o cineramabc em nossa campanha no sibite
http://www.sibite.com.br/campaigns/cinerama-bc/
Participe deste ideal!

Veja abaixo maiores informações sobre as Palestras, Oficinas e Debates.

PALESTRAS
Serão realizadas palestras com profissionais do audiovisual. Essas palestras têm o objetivo de criar espaços para o engajamento e produção de obras cinematográficas em geral e, assim, contribuir para o desenvolvimento do mercado audiovisual.

1- Oportunidades na Europa para o cinema brasileiro
2- Sistemas de Produção e Coprodução no Brasil
3- Sistemas de Produção e Coprodução na Bélgica
4- Estudo de Caso “A Pelada”
5- Sobre Film Commissions
6- Cinema Brasileiro e Ciclos Regionais

Verifique a programação.

Para confirmar a atividade pretendida, basta enviar um e-mail para residencia@cineramabc.com com as seguintes informações:
Nome Completo / E-mail / Fone / RG / CPF / Breve CV / Palestra Pretendida.
Após o envio entraremos em contato para confirmar a vaga pretendida.

sala

 

DEBATES
Convidados (produtores, diretores, elenco, enter outros) estarão no Festival onde é promovido um bate-papo com o público logo após a sessão de seu respectivo filme. Também serão realizados encontros com o(s) homenageado(s) do Festival, logo após as sessões dos filmes.

Antes do inverno, Pela boca, Festa no apartamento da suzana, Skrotes, Tabu, Hans Op De Beeck, Noite clara, O dia do mineiro, As Filhas, Rec & play, Lar doce lar, Mouettes, Mamarosh, Paradise Cruise, Norman, Violet, Escape from tomorow, Dos au mur, L’etrange couleur des larmes de ton corps, Vento sul, Tudo bem, Lembranças de Maura, Quem decide é o bar, Quem é Rogério Carlos, Sara ama george, Eranos, A pelada, entre outros. Serão ao menos 26 debates.

Os debates são abertos ao público e não precisam de inscrição.

OFICINAS
1- Realização coletiva de curta-metragem com Felipe Vernizzi e equipe
2- Atuação para cinema com Ivo Müller
3- Roteiro com Filipe Domiano
4- Direção com Rubens Rewald
5- Ação e projeção com Grupo Eranos
6- Formatação de projetos com Bia Mattar

Para confirmar a atividade pretendida, basta enviar um e-mail para residencia@cineramabc.com com as seguintes informações:
Nome Completo / E-mail / Fone / RG / CPF / Breve CV / Palestra Pretendida.
Após o envio entraremos em contato para confirmar a vaga pretendida. Só é permitida a participação em 2 oficinas por aluno. Será realizada a emissão de certificado aos participantes que atingirem pelo menos 75% de frequência.

OFICINA 01 – Realização coletiva de curta-metragem
VAGAS: 20 a 30 | PERÍODO: matutino/vespertino | CARGA HORÁRIA TOTAL: 50 horas | CARGA HORÁRIA DIÁRIA: 8 horas (4h matutino e 4h vespertino) | DIA DE EXIBIÇÃO: 2 horas | DATAS: de 05 a 10/04/2014 | HORÁRIOS: das 09h às 13h e das 14h às 18h.
Serão apresentados e realizados os processos desde a Captação até Finalização de um filme de curta-metragem em mídia digital. A oficina terá como primeira etapa a apresentação conceitual e técnica do fazer fílmico onde serão apresentados, de maneira sucinta, alguns estilos de filmes onde serão discutidas as funções de Direção, Direção de Fotografia, Direção de Arte, Montagem, Produção e Desenho de som. A segunda etapa é feito um pequeno roteiro de aproximadamente 3 a 5 minutos que será filmado no dia seguinte e finalizado no dia posterior. A exibição do filme será realizada no Cine Itália no último dia do Festival.

Felipe Vernizzi: Felipe Vernizzi é formado em cinema na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), curso concluído em 2005. Vem trabalhando com fotografia e cinema há mais de dez anos, tendo realizado várias exposições fotográficas e atuado no audiovisual tanto na área de produção quanto na de exibição. Na produção, Felipe, realizou curtas de ficção, vídeo clipes, documentários, já na área de exibição trabalha na organização da Mostra Latino Americana A Caverna de Animação que ocorre anualmente na cidade de Florianópolis.
Equipe: Marcio Mattos, Richard Junker e Verena Meneghelli.

001

OFICINA 02 – Atuação para cinema
VAGAS: 20 a 30 | PERÍODO: vespertino | CARGA HORÁRIA: 8 horas | CARGA HORÁRIA DIÁRIA: 8 horas (4h matutino e 4h vespertino) | DATAS: 07/04/2014 | HORÁRIOS: das 09h às 13h e das 14h às 18h.
Voltada para iniciantes, a oficina tem como objetivo refletir e discutir o trabalho de atuação e preparação de elenco para cinema. Conteúdo: O primeiro contato com o roteiro e com o papel/personagem; noções sobre atuação no cinema, das participações aos grandes papeis. O trabalho será integrado à oficina de realização coletiva de curta-metragem.

Ivo Müller: Nasceu em Florianópolis, radicado em São Paulo há 11 anos. Foi o ator brasileiro escolhido para integrar o elenco da coprodução internacional “Tabu”, de Miguel Gomes. (Prêmio da Crítica Internacional no Festival de Berlim/FIPRESCI, um dos melhores filmes do ano de 2012 segundo as revistas Cahies du Cinema e Sight & Sound). Participou das séries “A Menina Sem Qualidades”, de Felipe Hirsch e está na segunda temporada da série “O Negócio”, da HBO. Fez o longa-metragem “Outra Memória”, de Chico Faganello e, recentemente, o curta “O Tempo que Leva”, de Cíntia Domit Bittar, realizadores catarinenses. No teatro, trabalhou com o diretor Antunes Filho, no CPT/SESC e Eduardo Tolentino, do Grupo Tapa, destaque para peça “Doze Homens e uma Sentença”, prêmio APCA 2010 e Premio Contigo 2011.

OFICINA 03 – Roteiro
VAGAS: 20 a 30 | PERÍODO: matutino/vespertino | CARGA HORÁRIA TOTAL: 24 horas | CARGA HORÁRIA DIÁRIA: 12 horas (4h matutino) | DATAS: de 08 a 10/04/2014 | HORÁRIOS: das 09h às 13h.
Voltada a roteiristas iniciantes ou àqueles que ainda pretendem ingressar no mundo da escrita, a oficina busca fornecer as ferramentas básicas necessárias para a criação de roteiros audiovisuais. Os participantes serão orientados a fim de dar início a seus próprios roteiros através de aulas expositivas, análise de cenas e atendimentos individuais, onde cada participante poderá ter seu material analisado e discutido com o professor.

Filipe Domiano: formou-se Bacharel em Audiovisual pela ECA-USP, focou seus estudos em Roteiro de Cinema na UCLA e tornou-se Mestre em Roteiro pelo American Film Institute, em Los Angeles, onde foi tutorado por grandes nomes do cinema e da TV. Escreveu cinco longa-metragens, três pilotos de TV, diversas animações didáticas, institucionais e curta-metragens. Por mais de três anos, fez parte da equipe de marketing da Paris Filmes, onde trabalhou na divulgação de filmes como Crepúsculo, Juno e P.S. Eu Te Amo. Recentemente atuou como avaliador de roteiros na Eclectic Pictures, em Los Angeles.

OFICINA 04 – Direção
VAGAS: 20 a 30 | PERÍODO: matutino/vespertino | CARGA HORÁRIA TOTAL: 24 horas | CARGA HORÁRIA DIÁRIA: 12 horas (4h matutino) | DATAS: de 11 a 13/04/2014 | HORÁRIOS: das 09h às 13h.
O objetivo da oficina é pensar e discutir com os alunos a realização e a forma cinematográfica com bases em trabalhos de diretores consagrados, experimentais, e pela experiência pessoal do diretor, analisando filmes, textos, estruturas narrativas, e dando dicas sobre desenvolvimento, planejamento e realização de projetos, assim como: plano de filmagem, decupagem, pesquisa de referência, enquadramentos, direção de atores entre outros.

Rubens Rewald: Professor Doutor da ECA/USP, na área de Dramaturgia Audiovisual, escreveu e dirigiu o longa-metragem CORPO em 2007 (selecionado para vários festivais, como Montreal, Palm Springs, Índia, Rio, São Paulo, Tiradentes, Premio de melhor filme estrangeiro no Festival de Los Angeles), o documentário ESPERANDO TELÊ em 2009 (Rio, Tiradentes) e os curtas CÂNTICOS em 1991 e MUTANTE… em 2002 (Festival de Clermont-Ferrand, premio de melhor curta na Jornada da Bahia). Lançou este ano seu novo longa SUPER NADA, Premio de Melhor Ator no Festival de Gramado 2012 e Prêmio Especial do Júri e de Melhor filme na Mostra Novos Rumos no Festival do Rio 2012. É o Presidente da Associação Paulista de Cineastas (APACI).

OFICINA 05 – Ação e projeção
VAGAS: 20 a 30 | PERÍODO: matutino | CARGA HORÁRIA: 12 horas | CARGA HORÁRIA DIÁRIA: 4 horas (4h vepertino) | DATAS: de 11 a 13/04/2014 | HORÁRIOS: das 14h às 18h.
Esta oficina tem como objetivo criar um espaço de discussão e experimentação da relação entre corpo e projeção digital. Aborda de maneira técnica e criativa as possibilidades potenciais de interação entre performer/ ator e projeção digital. Para isso serão tratados conceitos de design, referências em multimídia, exercícios de interação direta entre performer e projeção, transmissão de câmera ao vivo, desenvolvimento de cenas tendo como eixo o recurso multimídia . Ao final da oficina cada participante terá a oportunidade de elaborar uma pequena cena tendo como foco de criação a relação entre performer e projeção digital.

Grupo Eranos: Círculo de Arte é um coletivo de artistas de Itajaí/SC, formado por Leandro Maman, Sandra Coelho e Patrícia Vianna, que produz e pesquisa arte com interfaces entre teatro de rua, teatro de animação, performance, vídeo, fotografia, poesia, interferências urbanas. Também pesquisa processos criativos, linguagem onírica e mitologia. Em todos os seus trabalhos, tem como eixo principal o uso de aparatos multimídia, com ênfase na projeção digital. Fundado em 2010 como ‘Coletivo Terceira Margem’, alterou sua denominação em 2013 para ‘Eranos – círculo de Arte.’

OFICINA 06 – Formatação de Projetos
VAGAS: 20 a 30 | PERÍODO: matutino | CARGA HORÁRIA: 12 horas | CARGA HORÁRIA DIÁRIA: 4 horas (4h vespertino) | DATAS: de 11 a 13/04/2014 | HORÁRIOS: das 14h às 18h.
Serão apresentadas políticas culturais e posteriormente serão discutidas formas de desenvolvimento e elaboração de projetos culturais para editais, leis de incentive e captação.

Bia Mattar: Atua na área de produção artística e suas fontes de financiamento a cultura. Dentre eles, as leis de incentivo federal (ROUANET), estadual e municipal. Frequentou diversos cursos de capacitação técnica em elaboração de projetos. Participa efetivamente da construção das políticas culturais nos diversos âmbitos, dentre eles: ONGs, Governamental e Sociedade Civil.

Categorias