1º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA EM BALNEÁRIO CAMBORIÚ

AGENDA 2011

13h: Credenciamento
16h: Credenciamento
18h15: Mostra Catarina

  • Cerveja Falada (de Demétrio Panarotto, Guto Lima e Luiz H. Cudo)
  • O Jardineiro e o Pirata (de Patrícia Monegatto e Stella Bloss)
  • Cinemaiêutica (de Rodrigo Falk Brum)
  • Felicidade (de Emerson Schmidlin)
  • Beijos de Arame Farpado (de Marco Martins)
  • Astheros (de Ronaldo dos Anjos)
  • O Trabalho Final (de Felipe Moraes)

20h: Residência Cineramabc – Paula Braun
21h
: Filme de Abertura

  • Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios (de Beto Brant e Renato Ciasca)

23h: Festa de Lançamento

18h15: Documentário Inédito

  • Le Syndrome du Titanic (de Nicolas Hulot e Jean-Albert Lièvre)

20h: Residência Cineramabc – André Sturm – CINEMA E MERCADO
21h
: Filme Inédito

  • Jud Süss – Film ohne Gewissen (de Oskar Roehler)

23h: Happy Hour

18h15: Filme Inédito

  • El Premio (de Paula Markovitch)

20h: Residência Cineramabc –  Patrícia Moran – ENSAIO AUDIOVISUAL
21h
: Filme Inédito

  • My Little Princess (de Eva Ionesco)

23h: Happy Hour

18h15: Documentário Inédito

  • 9 Meses 9 Días (de Ozcar Ramírez Gonzales)

20h: Residência Cineramabc –  André Costa – CINEMA DOCUMENTÁRIO
21h
: Filme Inédito

  • Tomboy (de Céline Sciamma)

23h: Happy Hour

16h: Filme Infantil
18h15: Mostra Cidades

  • Uma Tramazul (de André Costa, Matias Lancetti e Tassia Quirino)
  • Cinecidades: Paisagens em Movimento (de André Costa)
  • Praça Walt Disney (de Sérgio Oliveira e Renata Pinheiro)

20h: Residência Cineramabc: Projeção Oficina
21h
: Filme de Encerramento

  • O Invasor (de Beto Brant)

23h: Coquetel de Encerramento

DEBATES, PALESTRAS E OFICINAS 2011

DEBATES

Convidados (produtores, diretores, elenco, enter outros) estarão no Festival onde é promovido um bate-papo com o público logo após a sessão de seu respectivo filme. Também serão realizados encontros com o(s) homenageado(s) do Festival, logo após as sessões dos filmes.

PALESTRAS

Todo dia as 20:00 serão realizadas palestras com profissionais do audiovisual. Essas palestras têm o objetivo de criar espaços para o engajamento e produção de obras cinematográficas em geral e, assim, contribuir para o desenvolvimento do mercado audiovisual. É uma contribuição para a profissionalização e aperfeiçoamento de novos realizadores. A duração prevista é de 45 a 60 minutos.

OFICINAS

Serão apresentados e realizados os processos desde a Captação até Finalização de um filme de curta-metragem em mídia digital.

São dois dias de aulas teóricas, um dia de roteirização, um dia de produção e um dia de finalização. A exibição do filme será realizada no Cine Itália durante o último dia do Festival.

A oficina terá como primeira etapa a apresentação conceitual e técnica do fazer fílmico onde serão apresentados, de maneira sucinta, alguns estilos de filmes onde serão discutidas as funções de Direção, Direção de Fotografia, Direção de Arte, Produção e Desenho de som.

A segunda etapa separa o classe em dois grupos e propõe que em 1 dia seja feito um pequeno roteiro de aproximadamente 3 a 5 minutos que será filmado no dia seguinte e finalizado no dia posterior. Segue exemplo da organização internacional de Kino’s que realiza através do mesmo formato, pequenos curtas-metragens ao redor do mundo inteiro. Uma verdadeira porta de entrada a prática do audiovisual.

Equipamento e Prática:

A captação de imagens será realizada com as câmeras Canon5D e Canon7D, que estão revolucionando o modo de se produzir audiovisual no mundo todo. Por se tratarem de câmeras fotográficas, são compactas e práticas, além de serem leves comparadas a uma câmera profissional. Com poder criativo de uma full-frame sensor CMOS e por ser uma câmera inovando a possibilidade de captura de vídeo HD, elas abrem a porta para uma gama muito mais vasta de possibilidades de representação gráfica dos fotógrafos e um preço bem mais em conta. Após a captação será feito o log das imagens e a ordenação destas. Por último, será feita uma pequena edição de efeitos na estação Fire e a produção da cópia final.

LONGA-METRAGENS

Título: 9 Meses 9 Días / 9 Months 9 Days
Diretor: Ozcar Ramírez Gonzales
Gênero: Documentário
Duração: 95 minutos
Formato: Digital
País: México
Classificação: Livre

Sinopse: 6 de Agosto de 2006. Três pescadores mexicanos são encontrados perto das Ilhas Marshall, mais de 8000 quilômetros longe de casa, após 9 meses e 9 dias à deriva. Eles declararam: “Nós sobrevivemos a comer peixe cru, pegar água da chuva e na nossa fé em Deus”. Um editor de Atlanta e um vendedor de cosméticos colombiano vivendo no México vêem esta história como uma mensagem de Deus que eles precisam espalhar. Semanas depois todos eles assinam um contrato de 3 milhões de dólares para fazer um filme de sua provação. Parece que o verdadeiro perigo ainda está por vir.

Trailer: Todos os filmes estrangeiros serão projetados com legendas em português.

Equipe:
Direção: Ozcar Ramírez González
Elenco: Jesús Eduardo Vidaña, Lucio Rendón, Salvador Ordoñez, Joe Kissack, Eli Beda
Diretor de Fotografia: Luis David Sansans, Ozcar Ramírez González
Som Direto: Enrique Greiner
Música: Michael Nyman
Montador: Felipe Gómez, Gabo Baudet
Produtora: Arte Mecáníca Producciones S.A. de C.V.
Produtores: Sandra Paredes, Estrella Araiza, Trisha Ziff, Ixchel Coutiño, Ozcar Ramírez González

Direção: Ozcar Ramírez Gonzáles
Ozcar Ramírez Gonzáles é um produtor e diretor nascido na Cidade do México. Produziu 8 longas-metragens os quais competiram em prestigiados festivais como Cannes, Tokyo e Moscou. Seu primeiro documentário, “Atrás de las sombras” foi laureado com o prêmio de melhor pesquisa no Spielo International Documentary, na Espanha. 9 Meses 9 Días teve sua World Premiére na Official Competition da IDFA.

Filmografia (diretor)
Atrás de las Sombras (2002)
Selling Hollywood, Stealing Hollywood (2008)
9 Meses 9 Días(2009)

CONTATO:

Produtora: Arte Mecáníca Producciones S.A. de C.V.
Endereço: Atletas 2, Country Club. Ed. Luis Buñuel, Of. A-302. México D.F.
Telefone: +52 55 56897712 / +52 55 56897730
E-mail: ara@artemecanica.com

WORLD SALES:
World Sales: Arte Mecáníca Producciones S.A. de C.V.
Endereço: Atletas 2, Country Club. Ed. Luis Buñuel, Of. A-302. México D.F.
Telefone: +52 55 56897712 / +52 55 56897730
E-mail: ara@artemecanica.com

Título: El Premio
Diretor: Paula Markovitch
Gênero: Drama
Duração: 99 minutos
Formato: Digital
País: Mexico, França, Alemanha, Polônia

Classificação: Livre

Sinopse: Ceci, uma garota de sete anos, precisa guardar um grande segredo, mas ela não entende completamente do que se trata. A vida de sua família depende de seu silêncio. Mas sobre o que exatamente ela deve se silenciar? Ceci e sua mãe vivem escondidas de uma repressão militar na Argentina. Ceci se pergunta o que deve dizer. O que ela realmente acredita e faz para merecer o amor de sua mãe e dos outros?

EQUIPE:
Diretor: Paula Markovitch
Elenco: Paula Galinelli Hertzog, Sharon Herrera, Laura Agorreca
Diretor de Fotografia: Wojciech Staron
Direção de Arte: Oscar Tello
Som Direto: Isabel Muñoz, Alexis Stavropulos
Música: Sergio Gurrola
Montador: Lorena Moriconi
Produtora: Kung Works, Mille et une productions
Produtores: Izrael Moreno, Pablo Boneu, Paula Markovitch

Direção: Paula Markovitch
Paula Markovitch nasceu em Buenos Aires. Mudou-se para Córdoba aos 12 anos onde escreveu e publicou poesia, teatro, rádio e ficção. Escolheu o México como sua residência e começou a lecionar roteirização no CCC e foi conselheira da Fundación Toscano-Sundance Lab, of IMCINE. Escreveu e colaborou com os roteiros dos filmes: Sin remitente; Elisa antes del fin del mundo; Temporada de patos; Dos abrazos. El Premio é seu primeiro longa-metragem.

Filmografia (diretor)
Perriférrico (1999)
Música de Ambulancia (2009)
El Premio (2011)

CONTATO:
Produtora: Kung Works, Mille et une productions

WORLD SALES:
World Sales: Urban Media International
Endereço: 14 rue du 18 Ao^ut 93100 Montreuil – France
Telefone: +33 148 70 46 55
E-mail: contact@umedia.fr

Título: Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios
Diretor: Beto Brant & Renato Ciasca
Duração: 100 minutos
Formato: 35 mm
País: Brasil
Classificação: 16 anos

Sinopse: Um triângulo amoroso envolve Cauby (Gustavo Machado), um fotógrafo de passagem pelo interior da Amazônia, a bela e instável Lavínia (Camila Pitanga) e seu marido, o pastor Ernani (ZéCarlos Machado), que acredita ser possível consertar as contradições do mundo.

Lavínia, o corpo; Cauby, o olhar; Ernani, a palavra – os três vértices de uma paixão incandescente, em meio à natureza ameaçada de devastação.

EQUIPE:

Direção: Beto Brant e Renato Ciasca
Elenco: Camila Pitanga, Gustavo Machado, Zecarlos Machado, Gero Camilo, Magnólio de Oliveira, Adriano Barroso, Antonio Pitanga, Simone Sou, Lívea Amazonas
Diretor de Fotografia: Lula Arujo
Direção de Arte: Akira Goto
Figurino: Letícia Barbiere
Música: Simone Sou e Alfredo Bello
Montador: Willem Dias
Produtora: Drama Filmes
Produtores: Renato Ciasca e Bianca Villar
Direção: Beto Brant e Renato Ciasca
Parceiros à 25 anos, Beto Brant e Renato Ciasca, realizaram juntos 7 longas metragens: “Os Matadores” (1995), “Ação Entre Amigos” (1998), “O Invasor” (2001), “Crime Delicado” (2006), “Cão Sem Dono” (2007), “O Amor Segundo B. Schianberg” (2009).

Em 2011, lançam “Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”, uma adaptação do livro homônimo de Marçal Aquino.

Filmografia (diretores)
Os Matadores (1995)
Ação Entre Amigos (1998)
O Invasor (2001)
Crime Delicado (2006)
Cão Sem Dono (2007)[br]O Amor Segundo B. Schianberg (2009)
Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios (2011)

CONTATO:
Produtora: Drama Filmes
Endereço: Rua Fidalga, 716. Vila Madalena. São Paulo – SP . CEP 05432-000
Telefone: (11) 3815-1905
E-mail: drama@dramafilmes.com.br

Título: Jud Süss – Film ohne Gewissen / Jew Suss: Rise and Fall
Diretor: Oskar Roehler
Gênero: Drama
Duração: 114 minutos
Formato: 35mm
País: Alemanha, Austria
Classificação: 12 anos

Sinopse: Berlin, 1940. Ferdinand Marian é um dos melhores atores de sua geração. Marian é casado com uma bela judia a qual ama incondicionalmente. Um dia lhe foi oferecido o papel principal em uma produção anti-semita, adaptação do romance Jew Suess. O papel o faria uma estrela. Marian o recusa, mas finalmente cede para a pressão e o charme do Ministro da Propaganda Joseph Goebbels. O ator joga de acordo com os planos dos nazistas e tenta dar ao protagonista judeu do filme um toque humano que tornaria o filme de propaganda mais bem sucedido de todos os tempos.

Trailer: Todos os filmes estrangeiros serão projetados com legendas em português.

EQUIPE:
Diretor:Oskar Roehler
Elenco: Tobias Moretti, Martina Gedeck, Justus von Dohnanyi, Moritz Bleibtreu
Diretor de Fotografia: Carl-Friedrich Koschnick
Direção de Arte: Isidor Wimmer [br]Figurino:Thomas Oláh
Som Direto: Stephan Michalik
Música: Martin Todsharow
Montagem: Bettina Böhler
Produtora: Novotny & Novotny Filmproduktion GmbH
Produtores: Franz Novotny, Markus Zimmer, Thomas Konrad, Alexander Glehr, Manfred Thurau
Diretor: Oskar Koehler
Oskar Roehler trabalha como roteirista desde a metade dos anos 80. A partir do começo dos anos 90 começou a trabalhar como diretor. Seu filme No Place to Go ganhou o Deutscher Filmpreis. Em 2010, seu filme Jew Suss: Rise and Fall foi nominado ao Urso de Ouro no 60º Festival Internacional de Berlim.

CONTATO:
Produtora: Novotny & Novotny Filmproduktion GmbH
Endereço: Weimarerstr.22/4, Vienna 1180, Austria
Telefone: +43 1 47 87 170
E-mail: office@novotnyfilm.at

WORLD SALES:
World Sales: TF1 International
Endereço: 6, Place Abel Gance, 1 Quai du Point du Jour, Boulogne Billancourt 92100, France
Telefone: +33 1 41 41 21 68
E-mail: sales@tf1.fr

Título: Le Syndrome du Titanic
Diretor: Nicolas Hulot, Jean-Albert Lièvre
Gênero: Documentário
Duração: 93 minutos
Formato: Digital
País: França
Classificação: 14 anos

Sinopse: Descreve o planeta Terra como o amaldiçoado transatlântico Titanic, enquanto a população da Terra mantêm suas vidas coletivas e a humanidade navega em direção ao cataclisma. O documentário endereça os problemas políticos e sociais que resistem às soluções do meio ambiente, mostrando como a deterioração da biosfera é o resultado de uma ordem social que faz os fracos, os pobres e os explorados lidarem com as suas consequências.

Trailer: Todos os filmes estrangeiros serão projetados com legendas em português.

EQUIPE:

Direção: Jean-Albert Lièvre, Nicolas Hulot
Diretor de Fotografia: Lionel Jan Kerguistel & Nedjma Berder
Som Direto: Alexandre Hernandez & Emmanuel Croset
Montador: Vincent Delorme & Cécile Husson
Produtora: Mandarin Cinema
Produtores: Eric Altmayer and Nicolas Altmayer
Direção: Nicolas Hulot, Jean-Albert Lièvre
Nicolas Hulot é fundador da Foundation Nicolas-Hulot, um grupo ambiental criado em 1990. Ficou conhecido na França pelo seu documentário “Ushuïa”, focado em questões do meio-ambiente. Sua popularidade o proviu de influência no debate político francês, em 2007 forçou 5 candidatos à presidência a assinar um acordo que definia a crise ambiental como uma alta prioridade governamental.

Em 1982, Jean-Albert Lièvre fundou a Décofilm ao lado de Bernard de Baudiniére. Em 1992 é chamado para seu primeiro trabalho como diretor no filme “Ushuïa”. Em 1997 cria em parceria a produtora de documentários WLP. Em 2005 foi envolvido na criação da Ushuïa TV. Premiado internacionalmente, foi eleito membro do “Explorer Club of New York”.

CONTATO:

Produtora: Mandarin Cinema
Endereço: 68 rue de la folie méricourt – 75011 Paris
Telefone: +33 1.58.30.80.30

WORLD SALES

World Sales: Kinology
Endereço: 3 rue de Montyon – 75009 Paris (France)
Telefone: +339 51 47 43 44 [br]
E-mail: festivals@kinology.eu

Título: My Little Princess
Diretor: Eva Ionesco
Gênero: Drama
Duração: 100 minutos
Formato: 35 mm
País: França
Classificação: 12 anos

Sinopse: Violetta, uma menina de 10 anos, vive em um pequeno apartamento com sua avó. Sua mãe, Hannah, é uma fotógrafa imprevisível que vive do mecenato de seu amigo Ernst, um famoso pintor. Um dia, Hannah força Violetta a posar como modelo. As imagens rapidamente chamam a atenção no cenário parisiense dos anos 70 e Violetta entra no jogo. No limitar de sua súbita ascensão como uma nova estrela provocativa e sua infância enfadonha, seu conto de fadas torna-se sofrimento.

EQUIPE:
Diretor: Eva Ionesco
Elenco: Isabelle Huppert, Denis Lavant, Anamaria Vartolomei
Diretor de Fotografia: Jeanne Lapoirie
Figurino: Catherine Baba
Som Direto: Olivier Mauvezin
Música: Bertrand Burgalat
Montador: Laurence Briaud
Produtora: Les Productions Bagheera
Produtores: François Marquis

Direção: Eva Ionesco
Filha da controversa fotógrafa, Irina Ionesco, Eva Ionesco começou sua carreira como atriz aos 11 anos de idade. Recentemente, Eva Ionesco expôs seu trabalho fotográfico em várias exposições pela França afora. Pisou atrás das câmeras com seu curta-metragem La Loi de la Foret (2007). My Little Princess é seu primeiro longa-metragem.

Filmografia (diretor)
La Loi de la Foret (2007)
My Little Princess (2011)

CONTATO:
Produtora: Les Productions Bagheera

WORLD SALES:
World Sales: Urban Distribution int.
Endereço: 14, rue du 18 août France – 93100 Montreuil-sous-Bois
Telefone: +33 1 48 70 46 55
E-mail: contact@urbandistrib.com

Título: O Invasor
Diretor: Beto Brant
Gênero: Thriller
Duração: 97 minutos
Formato: 35mm
País: Brasil
Classificação: 18 anos

Sinopse: O INVASOR narra a história de três amigos – companheiros desde os tempos de faculdade de engenharia – que são sócios em uma construtora há mais de 15 anos. Tudo corre bem até o dia em que um desentendimento na condução dos negócios os coloca em conflito. De um lado, Estevão, o sócio majoritário, que ameaça desfazer a sociedade; de outro, Ivan e Gilberto, que, acuados, resolvem eliminar o sócio, acreditando que poderão conduzir a construtora ao seu estilo após a morte de Estevão. Para isso, contratam Anísio, um matador de aluguel, que executa o serviço. É o início de uma nova fase para Ivan e Gilberto e também de um pesadelo inesperado: Anísio tem planos de ascensão social e pouco a pouco invade a vida dos dois amigos, confrontando-os com o processo de violência que desencadearam.

EQUIPE:

Direção: Beto Brant
Diretor de Fotografia: Toca Seabra
Direção de Arte: Yukio Sato
Figurino: Juliana Prysthon
Som Direto: Louis Robin
Música: Sabotage e Instituto, Pavilhão 9, Tolerância Zero, Professor Atena, Paulo Miklos,  Alec Haiat e Yann Marcel. Participação George Maia e Gil Mahadeva,  Marcos Dark e Martin Sarrasague.
Montador: Manga Campion
Produtora: Drama Filmes
Produtores: Bianca Villar e Renato Ciasca

Direção: Beto Brant
Beto Brant nasceu em Jundiaí, em 1964. Em 1995, filmou Os Matadores, e em 1998, Ação Entre Amigos. Criou a produtora Drama Filmes junto a Bianca Villar e Renato Ciasca para produzir O Invasor, 2002,  Crime Delicado, 2005, Ao lado de Renato Ciasca, em 2007 dirigiu Cão sem dono. Em 2010, lançou o filme O amor segundo B. Schianberg. Com lançamento previsto para 2011, Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, versão cinematográfica do romance homônimo de Marçal Aquino, tem no elenco Camila Pitanga e Gustavo Machado e foi dirigido novamente em parceria com Renato Ciasca.

Filmografia (diretor):
Os Matadores (1995)
Ação Entre Amigos (1998)
O Invasor (2001)[br]Crime Delicado (2006)
Cão Sem Dono (2007)
O Amor Segundo B. Schianberg (2009)
Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios (2011)

 

CONTATO:
Produtora: Drama Filmes
Endereço: Rua Fidalga, 716. Vila Madalena. São Paulo – SP . CEP 05432-000
Telefone: (11) 3815-1905
E-mail: drama@dramafilmes.com.br

Título: Tomboy
Diretor: Céline Sciamma
Gênero: Drama
Duração: 82 minutos
Formato: Digital
País: França
Classificação: 10 anos

Sinopse: Laure é uma menina de 10 dez anos, porém ela sempre se sentiu um moleque. Ao se mudar com a família para um outro bairro, ela então se apresenta para a nova turma de amigos como Michel. Mas apesar de ser um menino como os outros Michel é diferente o suficiente para atrair a atenção de Lisa e para ela se apaixonar. Enquanto isso, em meio às brincadeiras de verão, Laure tira proveito de sua nova identidade segura de que ninguém descobrirá seu desconcertante segredo.

Trailer: Todos os filmes estrangeiros serão projetados com legendas em português.

EQUIPE:
Direção: Céline Sciamma
Elenco: Zoé Héran, Malonn Lévana, Jeanne Disson, Sophie Cattani, Mathieu Demy, Yohan Vero, Noah Vero, Cheyenne Lainé e Rayan Boubekri
Diretor de Fotografia: Crystel Fournier
Direção de Arte: Jérôme Lorichon
Figurino: Céline Sciamma
Som Direto: Ivan Gariel
Música: Jean-Baptiste de Laubier
Montador: Julien Lacheray
Produtora: Hold Up Films
Produtores: Bénédicte Couvreur

Direção: Céline Sciamma
A cineasta e roteirista francesa Céline Sciamma nasceu em 11/08/1978. Ela estudou literatura francesa e também se especializou na escrita de roteiros. Lírios d’água (La Naissance des pieuvres), seu primeiro longa-metragem, estreou no Festival de Cannes e alcançou um considerável sucesso internacional. Tomboy é seu segundo longa.

Filmografia (diretor)
La Naissance des pieuvres (2007)
Pauline (2010)
Tomboy (2011)

CONTATO:
Produtora: Hold Up Filme
Endereço: 22 rue Rambuteau – 75003 – Paris – FR
Telefone: +33 1 42 74 64 54
E-mail: infos@hold-up.com

WORLD SALES:
World Sales: Films Distribution
Endereço: 34 rue du Louvre – 75001 – Paris – FR
Telefone: +33 1 53 10 33 99
E-mail: pauline.lallement@googlemail.com

MOSTRA CATARINA

Irá projetar filmes catarinenses ou que possuam alguma relação com o estado de Santa Catarina (locação, música, diretor, produtor ou elenco).

Título Original: Babás (Nanies)
Direção: Consuelo Lins
Roteirista: Consuelo Lins
Gênero: Documentário
Duração: 20 min
País: Brasil
Ano de produção: 2010
Elenco: Iraci Campigotto/Denisa Tavares da Silva
Diretor de Fotografia: Pedro Urano
Produtoras: Flávia Castro

Sinopse: Fotografias, filmes de família e anúncios de jornais do século XX constroem uma narrativa pessoal sobre a presença das babás no cotidiano de inúmeras famílias brasileiras. Uma situação em que o afeto é genuíno, mas não dissolve a violência, evocando em alguns aspectos nosso passado escravocrata.

Filmografia (Diretor):
Chapéu Mangueira e Babilônia: histórias do morro
Julliu’s Bar (2000)
Lectures (2005)
Leituras Cariocas (2009)
Babás (2010)

Biografia: Consuelo Lins é cineasta, ensaísta e professora da UFRJ. Dirigiu vários documentários e publicou “O documentário de Eduardo Coutinho: televisão, cinema e video” (2004/3 edição) e, em parceria com Cláudia Mesquita, “Filmar o real: sobre o documentário brasileiro contemporâneo” (2008).

Título: Mais ou Menos (More a Less)
Direção: Alexander Antunes Siqueira
Roteiro: Alexander Antunes Siqueira
Gênero: Ficção
Duração: 13min25
País: Brasil
Ano: 2010
Elenco: Jholl Bauer, Kyel Lima, Gringo Starr, Luiza Rossi, Melissa D’Ávila, Carlos Gean, Édio Nunes
Fotografia: Vandrei Jaques e Osvaldo Luciano
Montador: Mara Salla e Alan Langdon
Produtor: Alexander Antunes Siqueira
Produtor Executivo: Géral Borel

Sinopse: Onde há menos do que se espera pode haver mais do que se imagina. Ivo e Sandro que o digam. Eles estudam juntos em um colégio em Florianópolis e mantêm uma relação conturbada, um caso de bullying que parece não ter solução. Até que um encontro inesperado muda tudo.

Filmografia:
“Mais ou Menos” –  2010
“Tentação” – 2008
“Contatos” –  2007
“Destilado” –  2007

Biografia: Alexander Siqueira nasceu em Florianópolis e se formou em Cinema e Vídeo pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), em julho de 2010. Desde 2007, dirigiu quatro curtas-metragens e tem prestado serviços de produção, roteiro, casting e assistência em produções audiovisuais em Santa Catarina.

Titulo Original: Máscara Negra (Black Mask)
Direção: Rene Brasil
Roteiro: Rene Brasil e Bosco Brasil
Gênero: Ficção
Duração:  15 min
País: Brasil
Ano: 2010
Elenco: Eduardo Acaibe, Élder Fraga, Gustavo Brandão, Helena Esteves, Léo Palhano e Beno Silveira
Fotografia: Pedro Eliezer
Montador: Angelo Capozzoli
Produtor: Renê Brasil
Produção Executiva : Kinoosfera Filmes

Sinopse: Gregório tem na vida grandes amigos e uma paixão platônica por uma mascarada que encontrou num baile de carnaval. Todo ano ele e os amigos organizam um jogo de futebol beneficente travestidos de mulher. esse ano vai ser diferente.

Filmografia:
1999 – O Passeio
2002 – Praça Clóvis
2005 – Viva O Terceiro Mundo
2006 – Documentário 2
2009 – Ressaca
2010 – Máscara Negra

Biografia: Rene Tada Rebello da Fonseca Brasil nasceu em São Paulo em 1976 e cursou cinema na FAAP. Trabalhou na função de microfonista e técnico de som direto em mais de trinta curtas e dez longas. Como diretor, realizou os curtas Praça Clóvis, Viva O Terceiro Mundo, Documentário 2 e Ressaca. No final de 2009 ganha o Prêmio Estímulo e realiza o curta Máscara Negra.

Título Original: Qual Queijo Você Quer? (Which Cheese You Want?)
Direção: Cítia Domit Bittar
Roteirista: Cítia Domit Bittar
Gênero: Drama
Duração: 11min 15
País: Brasil
Ano de produção: 2010
Elenco: Amélia Bittencourt, Henrique Cézar
Diretor de Fotografia: Denny Sach
Produtoras: Novelo Filmes

Sinopse: Margarete é uma senhora de idade que tem um súbito ataque de raiva quando seu marido, Afonso, pergunta se ela pode trazer um queijo da venda. O queijo torna-se a faísca para a discussão sobre como o casal conviveu por décadas, os planos que não realizaram e os sonhos que não viveram.

Biografia: Iniciou seus primeiros trabalhos em vídeo no ano de 2005, pouco depois de ingressar no curso de Cinema e Vídeo da UNISUL, onde se formou em 2007. Entre seus trabalhos universitários, destacam-se o média-metragem documentário Elas – O Brasil em Munique (2006-2009) e o curta de ficção Aquário, seu trabalho de conclusão de curso que percorreu festivais nacionais. Cíntia entrou para o mercado audiovisual como montadora, reunindo em sua filmografia diversos curtas, médias-metragens e um longa-metragem de ficção.

Título Original: Sentidos (Senses)
Direção: Richard Maus e Samuel Moreira
Roteirista: Richard Maus e Manuela Moreira
Gênero: Documentário
Duração: 5 min
País: Brasil
Ano de produção: 2011
Diretor de Fotografia: Samuel Moreira
Produtor: Richard Maus e Manuela Moreira

Sinopse: O Documentário mostra a cidade de Itajaí por meio dos sentidos da jovem Kátia, de 19 anos, que é cega desde a infância. Assim, os pontos turísticos do local se descortinam sob outro olha, além da visão convencional. Uma cidade também é feita de cheiros, texturas e sons. Kátia define seu destino em uma cidade que acolhe e integra a todos, independentemente de qualquer limitação física. Aqui todos os sentidos têm vez.

Biografia:

RICHARD MAUS, bacharel em Produção Sonora (UFPR) com especialização em Educação (FIES), trabalha na TV Câmara de Itajaí desde sua fundação em janeiro de 2010.

SAMUEL MOREIRA, estudante de Publicidade e Propaganda (UNIVALI), cursou Direção de Fotografia (Academia Internacional de Cinema), editor de áudio e vídeo desde 2007, trabalha na TV Câmara de Itajaí desde sua fundação em janeiro de 2010.

SESSÃO HOMENAGEADOS

Título: Onde a Terra Acaba
Direção: Sérgio Machado
Roteiro: Sérgio Machado
Produção: Maurício Andrade Ramos
Música: Antônio Pinto e Ed Cortês
Fotografia: Antônio Luiz Mendes
Design de Produção: Raquel Freire Zangrandi
Direção de Arte: Cássio Amarante e Mônica Costa
Edição: Isabelle Rathery

Sinopse: Fruto de uma pesquisa de mais de dois anos, Onde a terra acaba lança uma nova luz sobre a vida e a obra de Mário Peixoto, cineasta que realizou um único filme, Limite [1931]. Trechos de diários, imagens raras e depoimentos de amigos ajudam a elucidar como, ainda tão jovem, Mário Peixoto realizou um dos marcos do cinema brasileiro, e porque jamais conseguiria concluir outro longa-metragem. O painel se completa com cenas do making of realizado pela equipe de Limite e centenas de fotos de bastidores, além de entrevistas inéditas. Entre os momentos mais emocionantes está a visita da atriz Olga Breno ao local em que Limite foi rodado.

Vermelho de Rodrigo Quik

Pela dinâmica de sua repetição, colisão e duplicação, usa as imagens corporais pra possibilitar ao individuo tornar-se diferente de todos e de si mesmo. Tornar-se imagem. Corpo/imagem inconstante, que “se tem” completamente disponível diante de suas vontades e sonhos. Colocando em evidência o fim imutável, das limitações do Corpo-Carne/objeto-vermelho.

22 de Diego Lisboa

Através da observação distante conduzida por um carro, é possível acessar sentimentos vindos desta experimentação humana.

Catarse de Lima Bergman

Trancada em sua própria “caixa preta” uma atriz de meia idade devaneia sobre sua condição de artista. Ansiosa pelos momentos que virão através da “quarta paede” se envolve naquilo que mais busca a “Catarse”.

KuaKuaKuaMania de Bruno Masetti

É uma sucessão de imagens e música. Não deixa tempo para pensar. Fica a irresistível curiosidade de saber o que virá. É um mantra visual.

Interview #3 de Marlene Denningmann

Sebastian Urzendowsky, o jovem ator de sucesso alemão, sobre si mesmo, a sua profissão e o que isso significa para trabalhar como um homem jovem na indústria cinematográfica.

A mão do homem morto de Virginia Simone & Matheus Walter

A Mão do Homem Morto from Cineramabc Filmes on Vimeo.

Em estado de regime hostil a sociedade se confronta sob o olhar atento da milícia. Famílias divididas vivem como nômades. Rebeldes praticam delitos para manter excentricidade.

Eu juro – Bliana de Richard Junker

Eu Juro – Bliana from Cineramabc Filmes on Vimeo.

Com a delicadeza de todo amor verdadeiro, mas que enfrenta desencontros, a Banda Bliana, canta um pedido de desculpas suave e intenso. Com direção de Richard Junker, o videoclipe encanta pela paleta underground de cores e mensagens subliminares. O foco do material mostra criatividade e ousadia para o primeiro material de Bliana. Os quatro garotos de uma pequena cidade de Santa Catarina dão amplidão à música que fala de uma jura de amor. O contexto é sem reforçar, discriminar ou exaltar o fato de ser um amor entre duas meninas.

Você pode de Toni Carlos Dias & Katia Lacerda

Baseado na narrativa do eu, com uma estática multi-plataforma na captação das imagens, Toni tenta fazer uma dieta e coloca uma meta de dois meses, neste período diversos obstáculos acontecem e Toni fracassa como milhares de pessoas.

Impressão de Celio Dutra

… Uma noite na vida de Raquel. A noite que inunda a vida de todos e nos marca para sempre, forçando-nos a olharmos para nós mesmos.

 Ilha das Bonecas de Lucas Bonini e Wayner Tristão

 Depois de horas de barco rio adentro, chega-se num lugar inóspito, cheio de histórias pessoais guardadas na figura de brinquedos tocados pelo tempo que mais se assemelham a vudús. Estariam os espíritos observando o mundo através desses olhos de vidro?

Conjunto felicidade de Steffania Paola

365 nunca foi um projeto de arte em que Elisa Mendes e Steffania Paola fizeram, todos os dias de 2011, algo que nunca tinham feito antes. No dia 15 de julho, foram buscar a felicidade, um bairro da zona norte de Belo Horizonte. “Conjunto Felicidade” é o registro dessa busca.

Head Over Feet de Rônaldy Lemos

Stéfani sai as ruas, desorientada e sem saber o que fazer após a descoberta da traição do marido, perdendo completamente o dominio de suas emoções.

Darluz de Leandro Goddinho

Darluz from Cineramabc Filmes on Vimeo.

“Dei José, dei Antonio, dei Maria. Dei, daria e dou. Não posso criar.” Darluz

Julho de João Krefer

Inverno, em Curitiba, é acima de tudo um estado da alma.

Direção: David Schurmann
Roteiro: Luiz Bolognesi
Produtor: David Schurmann
Trilha Sonora: Marcus Viana
Direção de Fotografia: David Schurmann, Hélcio Alemão Nagamine
Animação: Laurent Cardon
Montador: Luiz Bolognesi
Produtora: Gullane Filmes
Co-Produção e Distribuição: Europa Filmes

Sinopse: Em 1997, a Família Schürmann resolveu realizar um sonho: reeditar a expedição de Fernão de Magalhães, que em 1519 viajou contra as rotas tradicionais de navegação, completando a primeira volta ao mundo da historia da humanidade. Duas grandes viagens e conquistas em um emocionante filme, com imagens de 30 países, quatro continentes e três oceanos.