Debates, Palestras e Oficinas 2012

DEBATES

Convidados (produtores, diretores, elenco, enter outros) estarão no Festival onde é promovido um bate-papo com o público logo após a sessão de seu respectivo filme. Também serão realizados encontros com o(s) homenageado(s) do Festival, logo após as sessões dos filmes.

PALESTRAS

Todo dia as 20:00 serão realizadas palestras com profissionais do audiovisual. Essas palestras têm o objetivo de criar espaços para o engajamento e produção de obras cinematográficas em geral e, assim, contribuir para o desenvolvimento do mercado audiovisual. É uma contribuição para a profissionalização e aperfeiçoamento de novos realizadores. A duração prevista é de 45 a 60 minutos.

OFICINAS

Realização Coletiva de Curta-metragem

Serão apresentados e realizados os processos desde a Captação até Finalização de um filme de curta-metragem em mídia digital.

São dois dias de aulas teóricas, um dia de roteirização, um dia de produção e um dia de finalização. A exibição do filme será realizada no Cine Itália durante o último dia do Festival.

A oficina terá como primeira etapa a apresentação conceitual e técnica do fazer fílmico onde serão apresentados, de maneira sucinta, alguns estilos de filmes onde serão discutidas as funções de Direção, Direção de Fotografia, Direção de Arte, Produção e Desenho de som.

A segunda etapa separa o classe em dois grupos e propõe que em 1 dia seja feito um pequeno roteiro de aproximadamente 3 a 5 minutos que será filmado no dia seguinte e finalizado no dia posterior. Segue exemplo da organização internacional de Kino’s que realiza através do mesmo formato, pequenos curtas-metragens ao redor do mundo inteiro. Uma verdadeira porta de entrada a prática do audiovisual.

Equipamento e Prática:

A captação de imagens será realizada com as câmeras Canon5D e Canon7D, que estão revolucionando o modo de se produzir audiovisual no mundo todo. Por se tratarem de câmeras fotográficas, são compactas e práticas, além de serem leves comparadas a uma câmera profissional. Com poder criativo de uma full-frame sensor CMOS e por ser uma câmera inovando a possibilidade de captura de vídeo HD, elas abrem a porta para uma gama muito mais vasta de possibilidades de representação gráfica dos fotógrafos e um preço bem mais em conta. Após a captação será feito o log das imagens e a ordenação destas. Por último, será feita uma pequena edição de efeitos na estação Fire e a produção da cópia final.

CARLOS DANIEL REICHEL:

Carlos Daniel Reichel é roteirista e diretor. Organiza anualmente encontros de cinema em de Jaraguá do Sul – SC, eventos que trouxeram até a cidade palestras e oficinas com profissionais de destaque no cenário cinematográfico nacional. Atualmente finaliza o curta “Quinta Coluna”, seu primeiro filme. Paralelo prepara seu segundo curta-metragem, Garoto VHS. Ambos premiados no Edital Catarinense de Cinema.

GUILHERME MENEGHELLI:

Guilherme Meneghelli é fotógrafo desde de 2001, começou a trabalhar na área de vídeo em 2006, fazendo roteiro e fotografia em videoclipes, a partir de 2007 atuou em filmes publicitários e institucionais, trabalhando diretamente desde a produção, direção, edição e finalização em vários projetos. No fim de 2010 iniciou a Epic Studio, voltada para a produção de filmes publicitários e cinema.

Direção Cinematográfica

O objetivo da oficina é pensar e discutir com os alunos a realização e a forma cinematográfica com bases em trabalhos de diretores consagrados, experimentais, e pela experiência pessoal de Francisco Garcia, analisando alguns filmes, textos, estruturas narrativas, e dando dicas sobre desenvolvimento, planejamento e realização de projetos, assim como: plano de filmagem, decupagem, pesquisa de referência, enquadramentos, direção de atores entre outros.

FRANCISCO GARCIA:

Francisco Garcia, nascido em São Paulo em 1980, é formado em Cinema pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) no ano de 2006. Sócio fundador da produtora Kinoosfera Filmes (2006), é produtor, roteirista e um dos diretores da nova safra de longa-metragistas brasileiros. Foi ganhador de prêmios nacionais e internacionais com seu primeiro curta-metragem em 35mm DESEQUILÍBRIO (2004), dirigindo no ano seguinte seu segundo curta-metragem em 35mm NANOILUSÃO (2006), roteirizado por Bráulio Mantovani (Cidade de Deus e Tropa de Elite). Em 2008 dirige também o curta-metragem em 35mm A CAUDA DO DINOSSAURO, baseado em obra original do cartunista Angeli. No ano de 2011 dirige seu primeiro longa-metragem intitulado CORES, em fase de finalização.

Roteiro Cinematográfico

Voltada a roteiristas iniciantes ou àqueles que ainda pretendem ingressar no mundo da escrita, a oficina busca fornecer as ferramentas básicas necessárias para a criação de roteiros audiovisuais. Os participantes serão orientados a fim de dar início a seus próprios roteiros através de aulas expositivas, análise de cenas e atendimentos individuais, onde cada participante poderá ter seu material analisado e discutido com o professor.

FILIPE DOMIANO:

Filipe Domiano formou-se Bacharel em Audiovisual pela ECA-USP, focou seus estudos em Roteiro de Cinema na UCLA e tornou-se Mestre em Roteiro pelo American Film Institute, em Los Angeles, onde foi tutorado por grandes nomes do cinema e da TV. Escreveu cinco longa-metragens, três pilotos de TV, diversas animações didáticas, institucionais e curta-metragens. Por mais de três anos, fez parte da equipe de marketing da Paris Filmes, onde trabalhou na divulgação de filmes como Crepúsculo, Juno e P.S. Eu Te Amo. Recentemente atuou como avaliador de roteiros na Eclectic Pictures, em Los Angeles.

Direção de Arte

Esta oficina visa aproximar seus participantes ao universo da Direção de Arte na produção audiovisual através do seu processo criativo, usando para isso exemplos de processos de trabalhos, observação e reflexão sobre processo criativo e exercício de cunho prático. A partir desses estudos de processo e resultados, abrir a discussão sobre métodos, linha estética, necessidades técnicas, relação entre o roteiro e a arte/direção/fotografia/produção, formação de equipe, estrutura de projetos cenográficos, pesquisa de materiais, além de um apanhado conceitual sobre a criação do figurino e a concepção da maquiagem dentro do projeto da Direção de Arte de um filme. Os alunos terão a oportunidade de montar o início de um projeto de direção de arte para uma música – de livre escolha.

MONICA PALLAZO:

Monica Palazzo é diretora de arte de cinema, graduada em Imagem e Som pela UFSCar, e Mestre em Poéticas Visuais pela ECA/USP. Participou do 5o. Berlinale Talent Campus, do Festival de Cinema de Berlim 2007. Recebeu prêmios de direção de arte no CinePE e no Fest Cine Brasileiro de Miami. Dirigiu os curtas “Páginas de Menina” e “Trilogia: 1718, 1972 e 2009” (para o Fucking Different SP) e ministra cursos na ECA/USP, AIC-SP e na pós-graduação da Belas Artes-SP, além de oficinas e palestras. Fez a direção de arte dos filmes  “A Guerra dos Vizinhos”, “Sonhos de Peixe”, “Nossa Vida não cabe num Opala”, entre outros; e dos curtas “Overdose Digital”, “Café com Leite”, Ä Estória da Figueira”e mais recentemente “Natureza Morta”, além da série da TV Cultura “Tudo o que é Sólido pode Derreter”. Seus mais recentes filmes de longa-metragem são os inéditos “Ao Relento”, dirigido por Julia Zakia, e do longa “Cores”, de Chico Garcia, ambos em fase de montagem. Atualmente está na fase de pré-produção do longa em stop-motion “Uma Noite na Biblioteca”, direção de Diego M. Doimo.