Homenagem e Premiação 2012

HOMENAGEADOS 2012

Sérgio Machado

Sérgio Machado começou a trabalhar em cinema em 1993, quando dirigiu e escreveu o curta Troca de Cabeças. A partir de 1995 passou a trabalhar com o diretor Walter Salles. Foi assistente de direção de Central do Brasil e O Primeiro Dia e foi roteirista e diretor assistente de Abril Despedaçado. Também foi co-roteirista de Madame Satã, de Karim Aïnouz. Foi roteirista e Codiretor da minissérie Os Pastores da Noite, da Rede Globo e diretor e roteirista do média metragem Agora é Cinza.

Em 2001, dirigiu o documentário Onde a Terra Acaba, sobre a vida e a obra do cineasta Mário Peixoto – premiado em mais de 15 festivais entre os quais Biarritz, Havana, Festival do Rio e na Mostra Internacional de São Paulo. Cidade Baixa, seu primeiro longa de ficção, foi vencedor de 30 prêmios no Brasil e exterior, entre eles: o Prêmio da Juventude no Festival de Cannes e os prêmios principais dos Festivais do Rio, Huelva, Verona, Mons. Em 2007, dirigiu e roteirizou, em parceria com Karim Aïnouz, a série Alice, exibida na HBO, e escreveu o roteiro e dirigiu o curta-metragem O Príncipe Encantado, junto com Fátima Toledo. Em 2009, Sérgio dirigiu e adaptou Quincas Berro D’Água, uma das mais populares novelas de Jorge Amado.

Phila7

Phila 7 – Desde seu primeiro trabalho, tem na imagem e na tecnologia ferramentas para o desenvolvimento de novos caminhos para as artes cênicas.

Formada por um núcleo composto por Rubens Velloso, Marcos Azevedo, Mirella Brandi, Beto Matos e Marisa Riccitelli Sant´Ana, o PHILA7 vem lançando um olhar investigativo para a possível construção de novos parâmetros novos para uma poética contemporânea. Sempre tendo o corpo presencial e a virtualidade como foco central, o PHILA7 experimentou relações de contaminação de diversas linguagens artísticas até chegar à construção de espetáculos onde a internet transformava-se efetivamente em palcos virtuais.

David Schurmann

David Schurmann – Nasceu em Florianópolis em 1974. Com dez anos partiu com a família para dar a volta ao mundo. Com treze anos de idade, começou a filmar as aventuras da Família Schürmann. Após aprender na prática a profissão, estudou cinema na Nova Zelândia e nos Estados Unidos, onde completou sua formação acadêmica. Desenvolveu carreira internacional como diretor e produtor de programas de televisão, documentários e filmes comerciais. Lançou em 2007 “O Mundo em duas voltas”, seu primeiro longa-metragem, ganhador de seis prêmios, o de melhor filme pelo juri popular e edição de som no Festival de Recife em 2007 e juri popular no Festival CineBrasil Buenos Aires, Argentina, Milão e Roma, Italia e Nova York, EUA. Além de planejar a próxima expedição da Família Schürmann, David hoje desenvolve e produz filmes de ficção como BRA 999 em 2009 e Desaparecidos em 2011.

 

PRÊMIAÇÃO

O júri oficial do CINERAMA.BC vai premiar, com o Coruja de Ouro 2012, filmes de longa-metragem (melhor filme, melhor direção, melhor atriz e melhor ator) e de curta-metragem (melhor filme). Já o júri popular escolherá o melhor filme em longa-metragem (o público receberá cupom de votação ao final de cada sessão da seleção oficial).

Prêmio do Público

Em cada sessão do Festival serão distribuídas cédulas de votação para que o público dê uma nota de 0 a 5 (sendo 0 a menor e 5 a maior) para o filme que acabou de assistir. As cédulas serão recolhidas pela equipe do Festival após cada sessão.

Categorias